Fotografia de Amalyn Malix

Ciclo econômico: onde nós estamos?

Eric Gil A economia capitalista se comporta através de ciclos. Em um primeiro momento a economia está em expansão, quando tudo vai bem e o crescimento parece não ter fim. Nesta fase a taxa de desemprego cai e novos negócios lucrativos surgem. Logo depois ela entra na fase do boom, os capitalistas vivem no seu paraíso ilusório e se permitem a aumentar os salários dos...

Ilustração de Mácia Teieira

Partindo pro ataque: notas sobre as mulheres no país do futebol

Livia Mouriño “Se o jogo fosse só a bola, está certo. Mas há o ser humano por trás. A bola é um reles, um ínfimo detalhe. O que procuramos no futebol é o drama, a tragédia, o horror, a compaixão” (Nelson Rodrigues) Entre a luz e a escuridão, assim vivem as mulheres no futebol brasileiro. Há muito elas estão presentes. Jogam, comentam, assistem às partidas, apitam, vão aos estádios, compõe equipes de dirigentes, integram torcidas… a participação das mulheres é...

0207_opressao-marlonanjos04

Ernst Nolte e a historiografia revisionista

Demian Melo Neste 18 de agosto de 2016 morreu o historiador alemão Ernst Nolte (1923-2016), um dos mais importantes especialistas na história do fascismo no período entre guerras, autor da tese de que entre 1917 e 1945 houve uma longa guerra civil europeia, a “segunda guerra de trinta anos”, provocada pelo “bolchevismo”. E se essa última ideia alcançou grande repercussão mesmo entre historiadores de esquerda,[1] sua interpretação tanto do fascismo quanto do comunismo é mais...

Ilustração de Oadilos

Mãe só uma (nenhuma, cem mil)

  Daniela Mussi Os ingressos são caros, os bons filmes não raro duram poucos dias em cartaz e seus horários são ruins. As salas mofadas alternativas, com suas pequenas poltronas de veludo vermelho, quase não existem mais. As salas de cinema sobrantes se renderam aos shopping centers e à pirotecnia tridimensional. Justamente por isso elas não serão capazes de projetar o charme e o perfume da renovação pela qual o cinema brasileiro passa. É do italiano Francesco De Sanctis a...

Ilustração de Celly Inatomi

“Under my thumb”: sexismo e opressão nos Rolling Stones

Isadora de Paula Salgado Enquanto o movimento feminista se fortalecia nos anos 1960, principalmente na Europa e nos Estados Unidos, o rock fazia sucesso como um estilo musical que reafirmava estereótipos de gênero e naturalizava a misoginia.* Um exemplo disso é a banda britânica The Rolling Stones. Vale notar que o grupo já surgiu com um slogan sexista – proposto pelo seu produtor, Andrew Loog Oldham –, que tentava marcar uma imagem contrária à dos supostamente comportados Beatles:...

Fotografia de Amalyn Malix

Ativistas e/ou militantes

Massimo Modonesi É de vital importância para o alcance das lutas presentes e futuras não apenas celebrar e impulsionar a emergência e a formação de uma geração de ativistas e militantes como também analisar de maneira aprofundada e decifrar sua configuração interna. As seguintes considerações podem valer para ordenar algumas noções de uso corrente e como amostra das reflexões que orientam um projeto de investigação que estou atualmente coordenando na Universidad Nacional...