Bordado de Pedro João Cury

Uma tradição a ser lembrada: motins e revoltas contra a fome

Fernando Pureza Em fevereiro de 1858, a cidade de Salvador viveu um dos mais intensos motins da fome da história brasileira. O presidente da província da Bahia, José Lins Vieira Cansanção de Sinimbu, passara o ano anterior tentando desmantelar os mecanismos de controle público sobre o mercado de farinha na cidade, a contragosto de comerciantes e da população local...

Colagem de Singh Bean

Ruy Braga: a reforma da previdência de Temer é totalmente irreal

Ruy Braga* *em entrevista para a revista Carta Capital Nesta terça-feira 6, o governo de Michel Temer encaminhou para a Câmara dos Deputados a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 248, a PEC da reforma da Previdência, que altera as regras atuais da aposentadoria. As medidas são consideradas duras pelo próprio Planalto, que fez isso ciente de que o texto deve sofrer modificações no Congresso. Ainda assim, a PEC 248 contém propostas irreais e outras que podem aprofundar a...

Ilustração de Amalyn malix

Edmundo Fernandes Dias: a pedagogia como política e a política como pedagogia

Alvaro Bianchi Os organizadores do VIII Colóquio Internacional Marx Engels que dirigisse algumas palavras aos presentes em homenagem a meu mestre e amigo, o professor Edmundo Fernandes Dias, falecido em 2013.[1] Para ser justo, e justiça era algo importante para o homenageado, é necessário iniciar parabenizando o diretor do Cemarx, Sávio Cavalcanti, pela realização deste momento e felicitando o professor Armando Boito pela iniciativa e sua insistência para que esta tivesse lugar. Embora...

Fotografia de Amalyn Malix

Antonio Gramsci e os cesarismos

Felipe Demier  “Observações sobre alguns aspectos da estrutura dos partidos políticos nos períodos de crise orgânica […] Em um certo ponto de sua vida histórica, os grupos sociais se separam de seus partidos tradicionais, isto é, os partidos tradicionais naquela dada forma organizativa, com aqueles determinados homens que os constituem, representam e dirigem, não são mais reconhecidos como sua expressão por sua classe ou fração de classe. Quando se verificam estas crises, a...

Ilustração de Jaime Prades

Um estado policial: Goiás como laboratório da violência neoliberal

Marcello de Assunção Há alguns meses atrás, no contexto da aprovação da lei antiterrorismo, escrevi um artigo neste blog retratando aspectos do acirramento da violência estatal/policial no Brasil, e, em particular, no Estado de Goiás[i]. Esta violência emerge num quadro de ofensiva do neoliberalismo sobre a sociedade civil que resiste a duras penas com a luta dos estudantes secundaristas e com o apoio fragmentado de alguns movimentos, grupos e coletivos (identitários, partidários...

Ilustração de Mácia Teixeira

Aquarius: o filme-edifício e a experiência de habitar

Victor Vigneron Imagem em movimento ou mobilização do olhar? Não é incomum que um comentário crítico seja precedido da definição de seu escopo, um prospecto onde o autor apresenta seus princípios. Mas o que poderia servir como explicitação de um itinerário possível muitas vezes reivindica estatuto de exclusividade: cinema é isto, aquilo está fora. No caso de Aquarius (2016, Kleber Mendonça Filho), essa tendência reage à mobilização política do filme, cuja manifestação...