Ilustração de Jaime Prades

A política das canções: Chico e Caetano como intérpretes do Brasil

Daniela Vieira dos Santos Nesse ensaio apresento um breve exercício interpretativo da matéria cantada de Chico Buarque e Caetano Veloso entre as décadas de 1960 a 1990, canções balizadas historicamente entre a ditadura civil militar e o advento do neoliberalismo no Brasil.[1] Pretendo demonstrar de que forma as canções sintetizam variados aspectos do processo de modernização da sociedade brasileira, pois Chico e Caetano são filhos da promessa modernista dos anos 1930 e do ideal de...