Fotografia de Adria Meira

Ainda o sujeito histórico, ou outros sujeitos? Notas Introdutórias para o debate da esquerda socialista no Brasil

Marcelo Badaró Mattos Um dos problemas correntes entre a esquerda socialista reside em tentar contornar o significado da heterogeneidade da classe e das distintas experiências de opressão afirmando simplesmente a prioridade analítica ou política do conceito de classe sobre o de gênero ou raça, ou ainda defendendo que a exploração possui precedência sobre a opressão. Se o ponto de vista marxista implica compreender o capitalismo como totalidade dinâmica e contraditória, o desafio...

Fotografia de Lyn Nascimento

8M, a luta das mulheres e o nó que não desata

Bárbara Castro Este texto não se propõe a realizar uma análise exaustiva do 8M, a greve internacional de mulheres organizada no dia internacional da mulher, em 2017. A reflexão aqui compartilhada tem origem na observação restrita às imagens e discursos que circularam esta semana, na participação em um ato específico (o de Campinas-SP) e na observação acumulada de outras manifestações feministas (ou protagonizadas por mulheres). Essas imagens, discursos e dinâmicas, ainda que...

Imagem de Singh Bean

Empreendedorismo feminino: emancipação ou subordinação “voluntária”?

Rejane Carolina Hoeveler “Transformar a crise em oportunidade”. Esse virou um dos slogans mais batidos no Brasil e no mundo desde que os efeitos da crise econômica mundial de 2008 se alastraram, causando desemprego e desespero social. Variações dessa frase viraram propagandas comerciais, slogans de governos, manchetes na imprensa de negócios. E foi um dos motes prediletos de uma pequena indústria que de fato prospera, apesar da crise: a do estímulo ao...

Ilustração de Oadilos

Greve Internacional de Mulheres: uma construção coletiva

  Renata Vereza O nome retirado de um artigo que saiu em um site argentino, me parece resumir bem, tanto o título quanto o artigo, o que tem sido esse processo de construção da Greve Internacional de Mulheres ao redor do mundo[1]. A partir de um chamado de mulheres argentinas e polonesas que tiveram expressivos movimentos de mobilização em outubro de 2016, passando pelo valioso apoio de importantes feministas americanas, o movimento foi sendo construído ao largo (mas não contra e...

Ilustração de Celly Inatomi

O significado de uma greve de mulheres

Cinzia Arruzza e Tithi Bhattacharya (Tradução: Daniela Mussi) Organizações feministas, populares e socialistas de todo o mundo convocaram uma greve internacional das mulheres no 8 de março para defender os direitos reprodutivos e contra a violência, entendida como a violência econômica, institucional e interpessoal. A greve ocorrerá em pelo menos quarenta países e será o primeiro dia internacionalmente coordenado de protesto em escala tão grande depois de anos. Em termos de tamanho...

Ilustração de Máxia Teixeira

Plataforma da Greve Internacional das Mulheres (Estados Unidos)

  (Tradução Daniela Mussi) A greve das mulheres do 8 de março será um dia de ação internacional planejado e organizado por mulheres em 30 países do Norte e do Sul do Mundo. Em um espírito de solidariedade e internacionalismo, nos Estados Unidos queremos que o dia 8 de março seja um dia de ação organizado por e para mulheres empobrecidas e silenciadas por décadas de neoliberalismo, predominantemente as mulheres trabalhadoras, mulheres com deficiência, mulheres de cor, mulheres...