Colagem de Adria Meira

Uma agenda marxista para a interseccionalidade

 Sharon Smith (Tradução: Fernando Pureza) Muitos militantes que ouviram o termo “interseccionalidade” sendo debatido dentro da esquerda tem considerado ele difícil de definir – e por uma razão bastante compreensível: diferentes pessoas explicam ele de forma diferente e, em linhas gerais, em posições opostas. Por esse motivo – além do fato de que se trata de uma palavra de oito sílabas – interseccionalidade pode parecer ser uma abstração com apenas uma vaga relação para...

Ilustração de Celly Inatomi

As mulheres de 1917

Megan Trudell (Tradução de Stella Paterniani e Fernanda Moura.) No Dia Internacional das Mulheres em 1917, mulheres tecelãs no distrito de Vyborg, em Petrogrado, entraram em greve, saíram das fábricas e se dirigiram às centenas, de fábrica em fábrica, chamando operárias e operários para a greve e se envolvendo em violentos confrontos com a polícia e com os soldados. Sem qualificação, com baixa remuneração, trabalhando de doze a treze horas por dias em condições de higiene...

Fotografia de Adria Meira

Ainda o sujeito histórico, ou outros sujeitos? Notas Introdutórias para o debate da esquerda socialista no Brasil

Marcelo Badaró Mattos Um dos problemas correntes entre a esquerda socialista reside em tentar contornar o significado da heterogeneidade da classe e das distintas experiências de opressão afirmando simplesmente a prioridade analítica ou política do conceito de classe sobre o de gênero ou raça, ou ainda defendendo que a exploração possui precedência sobre a opressão. Se o ponto de vista marxista implica compreender o capitalismo como totalidade dinâmica e contraditória, o desafio...

Fotografia de Lyn Nascimento

8M, a luta das mulheres e o nó que não desata

Bárbara Castro Este texto não se propõe a realizar uma análise exaustiva do 8M, a greve internacional de mulheres organizada no dia internacional da mulher, em 2017. A reflexão aqui compartilhada tem origem na observação restrita às imagens e discursos que circularam esta semana, na participação em um ato específico (o de Campinas-SP) e na observação acumulada de outras manifestações feministas (ou protagonizadas por mulheres). Essas imagens, discursos e dinâmicas, ainda que...

Imagem de Singh Bean

Empreendedorismo feminino: emancipação ou subordinação “voluntária”?

Rejane Carolina Hoeveler “Transformar a crise em oportunidade”. Esse virou um dos slogans mais batidos no Brasil e no mundo desde que os efeitos da crise econômica mundial de 2008 se alastraram, causando desemprego e desespero social. Variações dessa frase viraram propagandas comerciais, slogans de governos, manchetes na imprensa de negócios. E foi um dos motes prediletos de uma pequena indústria que de fato prospera, apesar da crise: a do estímulo ao...

Ilustração de Oadilos

Greve Internacional de Mulheres: uma construção coletiva

  Renata Vereza O nome retirado de um artigo que saiu em um site argentino, me parece resumir bem, tanto o título quanto o artigo, o que tem sido esse processo de construção da Greve Internacional de Mulheres ao redor do mundo[1]. A partir de um chamado de mulheres argentinas e polonesas que tiveram expressivos movimentos de mobilização em outubro de 2016, passando pelo valioso apoio de importantes feministas americanas, o movimento foi sendo construído ao largo (mas não contra e...