Ilustração de Mácia Teixeira

Feminismo marxista, alternativas políticas, histórias de bruxa: uma entrevista com Silvia Federici

George Souvlis e Ankica Čakardić (Tradução de Fernando Pureza)  Nesta entrevista exclusiva e inédita, a intelectual e ativista feminista italiana Silvia Federici falou de sua trajetória política, do engajamento na cultura antifascista ao contato com a luta das mulheres e o feminismo. A formação na cultura intelectual e política italiana e europeia, a vivência no ambiente acadêmico e ativista norte-americano, a experiência de aproximação com a América Latina. A entrevista...

Colagem de Singh Bean

Chacina de Campinas: um documento de barbárie

Daniela Mussi No badalar das últimas horas de 2016, muitos no Brasil respiravam aliviados o encerramento de um ano péssimo, marcado por golpes que desvelaram o abismo econômico, político, cultural e moral que draga lenta e dolorosamente o país. A chacina perpetrada em Campinas por um homem contra sua ex-companheira, seu filho e uma família inteira em plena virada de ano mostra, no entanto, que este alívio não passa de uma ilusão ou, quando muito, de um desejo latente de evadir-se de...

Ilustração  D. Muste

Entrevista com Morgane Merteuil: “a esquerda não reconhece as trabalhadoras do sexo”

(Tradução de Fernando Pureza) Nota dos Editores da LeftEast: Em 13 de abril de 2016 o governo francês promulgou uma lei que tornou ilegal o ato de pagar por sexo, após deputados terem aprovado a nova legislação depois de dois anos de vetos e oposições vindas do Senado. Sob essa nova lei, qualquer pessoa que seja pega em flagrante pagando por sexo, será multado e obrigado a ir em aulas sobre os malefícios da prostituição. Seis meses depois, de acordo com o sindicato francês de...

Colagem de Singh Bean

“Relações livres”

Rafael do Nascimento Cesar A busca por relações afetivas e sexuais “livres” é uma inquietação contemporânea e, acima de tudo, excitante. À primeira vista, ela lembra um pouco uma versão repaginada das demandas por “amor livre”, que levaram a geração da contracultura, nas décadas de 1960 e 70, a criticar moralidades estabelecidas e noções que julgava ultrapassadas, como família, casamento, sexo e mesmo o amor. Mas o interesse por “relações livres” tal como ele se...

Ilustração de Celly Inatomi

Reforma do Ensino Médio, gênero e desvalorização do magistério

Natália Braga de Oliveira Na construção de uma ponte, de uma casa ou de uma escola são contratados engenheiros e arquitetos, entre outros profissionais, dos quais se exige uma habilitação específica que comprove a formação acadêmica na área. Dificilmente, alguém contrataria um engenheiro sem diploma para construir sua casa ou uma ponte. Todavia, a “ponte para o futuro” dos brasileiros, e sua proposta para educação, pode ser construída por profissionais sem uma sólida...

Ilustração de Oadilos

Proibir o debate é ter partido: gênero e educação em direitos humanos

Natália Braga de Oliveira A escola sempre cumpriu um papel social que se estende para muito além da estrita formação acadêmica. Disciplinar corpos ou garantir a reprodução das desiguais estruturas sociais estão entre algumas das funções exercidas pela escola e analisadas por pensadores de diferentes tradições acadêmicas, como Michel Foucault e Pierre Bourdieu.[i] Portanto, a escola nunca se comportou como instituição neutra, seus objetivos se inserem em contextos sociais...