Colagem de Singh Bean

Como será a legalização da maconha no Canadá?

Henrique Carneiro O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, foi eleito em 2015 com a promessa de legalizar a maconha no país a partir de 1 de julho de 2018, o que fará desse país o primeiro das economias desenvolvidas a dar esse passo, que será um marco no fracasso dos tratados internacionais proibicionistas e no início do fim da “guerra às drogas”. Para isso, no entanto, será preciso definir quais as formas concretas em que isso se dará, o que depende de processo de...

Ilustração de Lyn Nascimento

Um ano de governo Temer: quem lucra com as contrarreformas no Brasil?

Rejane Carolina Hoeveler Quando Michel Temer assumiu oficialmente a Presidência da República em 31 de agosto de 2016, nem as pessoas mais bem-informadas sobre a política brasileira podiam imaginar verdadeiro o trator antisocial que se seguiria. Embora um forte “ajuste” fiscal estivesse em andamento desde 2015 – e até por conta desse motivo – o impedimento de Dilma era visto com ceticismo até princípios de 2016. E então, em um ano de “mandato”, o ex-vice “decorativo” e sua...

Ilustração de Mácia Teixeira

Manifesto por um movimento lésbico feminista e anticapitalista e, por isso, transinclusivo, não bifóbico e não genitalizante

O movimento lésbico tem sido dominado por ideias que nos parecem nocivas para a nossa luta e para outras pessoas. Colocamos no texto abaixo alguns contrapontos que acreditamos que podem nos auxiliar em nossa organização. Somos lésbicas Somos mulheres que se relacionam com mulheres. Para trás de nós, há muita luta para podermos dizer isso publicamente, para podermos beijar nossas companheiras na rua, para podermos nos casar, adotar, estar inclusas em planos de saúde familiares, termos...

Ilustração de Pierre Lapalu

Encarar a realidade para sair do labirinto: sobre a esquerda e a Venezuela

Vicente Ribeiro O artigo de Gilberto Maringoni[1] sobre a situação venezuelana é representativo da forma como parte da esquerda brasileira tem buscado se posicionar sobre a situação atual da Venezuela. Gostaria de debater seus argumentos e me contrapor ao que considero o maior problema do seu texto: a sensação de certeza com a qual deixamos sua leitura. Ficamos sabendo que há dois lados, e que devemos nos perfilar em um deles. Reconforta nossas ilusões e nos permite substituir a...

Ilustração de Marlon Anjos

O Programa: contribuição ao debate da esquerda socialista no Brasil

Marcelo Badaró Mattos A síntese do debate estratégico-programático nos moldes do que se intentou fazer com esta série de Notas poderia ser feita através de um programa, que aponte o horizonte da revolução social, mas também, tendo em vista as condições históricas objetivas em que se processam as lutas, apresente um conjunto de propostas que traduzam as possibilidades concretas de atuação para se chegar a tal horizonte estratégico. Seria totalmente descabido, entretanto, concluir...

Ilustração de Pierre Lapalu

Movimento, mobilização e ação coletiva: contribuição ao debate da esquerda socialista no Brasil

Marcelo Badaró Mattos O debate sobre a questão da organização política da classe trabalhadora, apresentado na Nota anterior, nos leva necessariamente para a discussão sobre quais os caminhos possíveis para mobilizar a classe e impulsionar sua ação coletiva numa direção que desafie o capital e o Estado burguês. A ideia de movimento social, ganha assim importância em uma dupla dimensão: como movimentos/organizações que atuam para buscar a resolução de problemas específicos que...