Fotografia de André Rodrigues

Festa imodesta: notas sobre a cerimônia de abertura das Olimpíadas

  Romulo Mattos e Rejane Carolina Hoeveler A cerimônia de abertura das Olimpíadas 2016 foi um sucesso, em termos técnicos. Não houve falhas perceptíveis e, em certos momentos, os efeitos de projeção impressionaram. Porém, conceitualmente, a festa teve muitos pontos questionáveis, da trilha sonora ao brevíssimo discurso de Temer, passando pelos personagens e pelo tipo de discurso exaltado ao longo do espetáculo. A grande mídia foi tomada por um orgulho patriótico que não era...

Ilustração de Marlon Anjos

Quarenta anos de crise da democracia

  Rejane Carolina Hoeveler “Em si mesma, a marginalidade de parte de alguns grupos é inerentemente anti-democrática, mas também tem sido um dos fatores que tem permitido a democracia funcionar apropriadamente” (Samuel Huntington). Tóquio, março de 1975. Grandes empresários, intelectuais e políticos dos países mais ricos do mundo se reuniam para debater aquilo que o relatório escrito por Samuel Huntington, Michel Crozier e Joji Watanuki chamaram de “Crisis of Democracy” –...

Ilustração de Ricardo Flóqui

O Ministério “puro-sangue” de Temer: uma reorientação do aparato estatal

 Marco Pestana e Rejane Carolina Hoeveler Com o esgotamento do regime ditatorial instalado em 1964, marcado pelo longo processo de redemocratização, a transição para uma modalidade de dominação de classes assentada em uma ampliação da importância relativa do consentimento dos subalternos exigia a constituição de um aparato estatal capaz de expressar esse consentimento. Em especial, a crescente organização – e, em alguns casos, radicalização – de diversos movimentos e setores...

Ilustração de Nico Malta

O Day After: estrategistas de uma guerra social iminente

  Rejane Carolina Hoeveler “Temos que identificar as questões chave que não mudaram nos últimos 20 anos e atacar”. (Alberto Ramos, diretor do Goldman Sachs.) “Estávamos preparando uma guerra social e ela parecia falar de uma partida de golfe”(Marc Tourneuil)[1] “A questão para os investidores é: irá Dilma sobreviver até o fim do mandato? Até duas semanas atrás, eu achava que sim. Mas os eventos agora mudaram os cálculos.” Foi assim que Brian Winter, jornalista...

Ilustração Marlon Anjos

A agenda das contrarreformas no Congresso: 63 ataques aos direitos sociais, e contando

Rejane Carolina Hoeveler Tanto no governo como na oposição de direita, são muitos os que, desde 2015, falam que o Congresso deve resolver logo a questão do impeachment para “voltar a funcionar”.[1] “Retomar a estabilidade política para o Brasil voltar a crescer”, em quaisquer das variantes, virou um verdadeiro mantra para grandes empresários e seus representantes. No início de março deste ano, a assessoria do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), publicou...

Colagem de Singh Bean

As múltiplas capturas do 8 de março

Rejane Carolina Hoeveler “Todos os caminhos levam a Roma. Toda análise verdadeiramente marxista de uma parte importante da superestrutura ideológica da sociedade ou de um fenômeno social importante deve conduzir á análise da ordem burguesa e de sua base, a propriedade privada; cada uma dessas análises deve conduzir a esta conclusão; ‘É preciso destruir Cartago’”. (Clara Zetkin, 1920)[1] Desde 1975, o dia 8 de março é reconhecido pela UNESCO como Dia Internacional da...