Ilustração de Marlon Anjos

“Pra não dizer que não falei das flores”: usos e desusos de uma canção da revolução (1968-2016)

  Romulo Mattos I Ao tratar da apropriação do rock brasileiro pelos DJs das passeatas em prol do impeachment – os quais procurei representar por meio da fictícia figura do “DJ Coxinha” –, observei que a direita selecionava naquela produção musical o tema do nacionalismo e da indignação contra os abusos dos governantes brasileiros. No entanto, descartava a ambiência de esquerda em que tais registros sonoros estavam inseridos quando se tornaram conhecidos, assim como a...

Ilustração de Oadilos

Dado Villa-Lobos na resistência pela educação pública: um histórico show para Uerj

Romulo Mattos Dado Villa-Lobos participou do festival “Uerj e Hupe resistem” no último dia 3 de maio. O guitarrista faz parte de um time raro de músicos consagrados que empregam a sua arte e o seu prestígio em prol de causas sociais e políticas relevantes, para não dizer urgentes. No seu caso, trata-se de um compromisso histórico com um repertório que é recorrentemente apropriado por movimentos populares comprometidos com a conquista e ampliação de direitos. Dado levou a maior...

Ilustração de Marlon Anjos

“DJ Coxinha”: a apropriação do rock pelo movimento pró- impeachment

Romulo Mattos Um aspecto curioso das manifestações pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff é a trilha sonora saída dos potentes caminhões de som alugados pelos organizadores. A seguir, analisaremos três sucessos do rock brasileiro apropriados pela direita nas ruas, com atenção especial ao contexto em que foram criados e gravados, com o objetivo de deixar mais evidentes as contradições da trilha sonora escolhida pelos DJs Coxinhas. 1 – “Que país é esse” (Renato...

Bordado de Pedro João Cury

Rolling Stones no Maracanã: notas sobre a turnê Olé (2016)

Romulo Mattos A turnê Olé, dos Rolling Stones, passou pelo Maracanã na noite de 20 de fevereiro, tendo a banda desempenhado ótima performance. Com pouco espaço para os discos recentes, o repertório privilegia os sucessos da banda até o início dos anos 1980. Essa foi uma escolha certeira devido ao formato de arena do show, e ao caráter de reencontro com os fãs brasileiros, após 10 anos – certamente, estavam todos ávidos para cantar os clássicos stonianos. O estádio estava quase...

Fotomontagem de Diane Muste

Do que riem os humoristas “politicamente incorretos”?

 Romulo Mattos Aumentou nos últimos anos o público de profissionais que reivindicam e praticam um tipo de humor francamente reacionário, que tem como alvos prioritários os movimentos sociais e políticos das esquerdas, as classes pobres e as chamadas minorias. Com acesso à TV aberta, atuação em bons teatros e farta utilização de redes sociais, Rafinha Bastos e Danilo Gentili são os príncipes dessa vertente humorística eticamente questionável, que coleciona, por um lado, processos...

Ilustração de Marlon Anjos

“Se fosse só sentir saudades”: notas sobre a turnê Legião Urbana XXX Anos

Romulo Mattos A ideia da excursão “Legião Urbana XXX Anos” nasceu após o guitarrista Dado Villa-Lobos e o baterista Marcelo Bonfá terem entrado em contato com o farto material de estúdio que não foi aproveitado no seu primeiro disco, de 1985 – quando os imbróglios jurídicos forem superados, o álbum será relançado com um CD extra, contendo gravações inéditas. A experiência de ouvir versões alternativas de antigos sucessos emocionou a dupla, que resolveu realizar uma série...