Ilustração de Marlon Anjos

Funpresp é perigosa para trabalhadores docentes

Sara Graneman Entrevista ao jornal  Voz Docente, da Adufpel.  A Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp), instituída em 2012, é um fundo de pensão privado, de caráter facultativo, que contrai a contribuição dos trabalhadores e aplica no mercado financeiro. Uma parte dos rendimentos das aplicações são utilizados para o pagamento de aposentadorias. No entanto, a Fundação traz muitos riscos, uma vez que está sujeita às oscilações do mercado...

Ilustração de Marlon Anjos

Entrevista a Sara Granemann: guerra pelos direitos sociais

Sara Granemann Cátia Guimarães O que há em comum entre o ajuste fiscal que ameaça retirar direitos dos trabalhadores no Brasil e as medidas de austeridade que levaram milhares de gregos, espanhóis e portugueses às ruas nos últimos meses? Para Sara Granemann professora da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro que acaba de voltar de um pós-doutorado em Portugal, o que está acontecendo nos países da Europa do Sul é um processo de...

Ilustração de Marlon Anjos

Nova classe perigosa?

Ruy Braga O livro de Guy Standing, O precariado: a nova classe perigosa (São Paulo, Autêntica, 2013), acabou de ser publicado no Brasil. Trata-se de uma dessas aguardadas análises que chegou na hora certa. Um dos mais impactantes livros sobre o mundo do trabalho lançado nas últimas décadas, ele já surgiu com ares de “clássico” por ser capaz de traduzir em dados o espírito de toda uma época: vivemos sob a sombra do “precariado”, isto é, um novo grupo de pessoas despojadas de...

Ilustração de Marlon Anjos

Tent-cities: a favelização no coração do capitalismo

  Daniela Mussi Quem pensa que favela, cortiço, barraco de lona e papelão é uma realidade específica dos países da periferia do capitalismo como o Brasil pode começar a rever seus conceitos. Esta chegou ao Estados Unidos, tem o nome de tent-city (cidade-acampamento), as cores vibrantes do nylon das barracas e os mesmos problemas de sua equivalente no Brasil. A favelização americana é o resultado cada vez mais visível da precarização das condições de vida e trabalho nos...

Ilustração de Marlon Anjos

Quatro mitos sobre a “classe freelancer”

Sarah Grey (Tradução Fernando Pureza) Eu recebi uma estranha ligação no ano passado vinda de Duane Morris, uma firma internacional de direito baseada na Filadélfia. A mulher no telefone disse que a Duane Morris estava trabalhando com o ex-senador Blanche Lincoln e algumas das maiores corporações do mundo, como a Microsoft e o Google, para construírem juntos um “movimento popular” para auxiliar freelancers. Eu então perguntei como esse movimento faria isso e ela respondeu que as...

Escultura de Alfi Vivern

Quem é o precariado?

Ruy Braga A realidade de um número crescente de jovens em idade de entrar no mercado de trabalho em condições crescentes de deterioração da proteção aos trabalhadores surge como um fantasma saído diretamente do século XIX. Tal processo acusou a incômoda presença de uma fração de classe espremida entre a permanente ameaça da exclusão social e o incremento da exploração econômica: o “precariado”. Marx já havia exorcizado esse espírito ao associar o aumento da ocupação...