Ilustração de Marlon Anjos

Ornitorrincos com PhD

Alvaro Bianchi Parcela significativa dos intelectuais brasileiros, poderia dizer até a maior e mais importante, parece ter desenvolvido um duplo papel. Nas revistas acadêmicas comportam-se de modo ponderado e comedido, como cabe aos cientistas. Formulam problemas de pesquisa, apresentam hipóteses, reúnem evidências e submetem suas ideias a rigorosos testes científicos de acordo com as metodologias mais modernas. Mas nas colunas dos jornalões e nas redes sociais esses mesmos acadêmicos...