Ilustração Antonio Máximo

Onde capitalismo e racismo se cruzam: a segregação sócio-racial no Rio de Janeiro

Marco Pestana Em novembro de 2015, ganharam certa repercussão – sendo, inclusive, objeto de reportagem da BBC[1] – os “mapas raciais de pontos” da cidade do Rio de Janeiro, produzidos por Hugo Gusmão, estudante de graduação em Geografia da USP. Sinteticamente, os mapas consistem na divisão do território do município em pequenas áreas, as quais são preenchidas por cores que indicam a proporção de brancos, pardos e pretos[2] que nelas residem, de acordo com os dados do Censo do...