Bordado de Pedro João Cury

Jogo jogado?

Marcelo Badaró Mattos Obras literárias, ensaios e análises históricas já recorreram de forma variada à história de uma “máquina”, de fins do século XVIII, que jogava xadrez. O suposto autômato – um mecanismo movido a engrenagens, como relógios e caixinhas de música – era na verdade um espetáculo de ilusionismo, em que um anão, mestre enxadrista, escondido por um jogo de espelhos, movia os braços do manequim trajado à turco que movimentava as peças no...