Bordado de Pedro João Cury

Como combater o fascismo

Gilberto Calil O avanço de movimentos fascistas é hoje inequívoco.[1] Negá-lo seria pueril e politicamente inconsequente. Movimentos fascistizantes de distintos formatos (fundamentalismo religioso, armamentismo, militarismo, etc.) cada vez mais confluem para ações conjuntas que articulam pretensos liberais, autoproclamados conservadores e fascistas explícitos. O “Monitor do debate político no meio digital”[2] identifica que “a direita está estruturada em torno das páginas dos...

Bordado de Pedro João Cury

“Os dias eram assim” e o golpe do tempo presente

Amanda Moreira da Silva A nova aposta da Rede Globo para o horário das 23h é a série “Os dias eram assim” de Angela Chaves e Alessandra Poggi, que retrata o período vivido sob o golpe militar de 1964. Apesar de o horário permitir certa ousadia, a trama mantém narrativa de novela que tenta se diferenciar como “super série” visando o mercado internacional, onde as séries são mais costumeiras. O enredo é perfeito para tal propósito, pois tentam exibir uma versão da ditadura...

Ilustração de Marlon Anjos

Capitalismo e nazismo

Corey Robin (Tradução de Fernando Pureza) Alguns comentadores no meu blog afirmam que o gráfico acima nada nos diz sobre a relação entre nazistas e o capitalismo; que ele apenas nos diz que a economia melhorou sob o comando do nazismo – da mesma forma que aconteceu com os Estados Unidos no governo de Franklin Roosevelt. Então, talvez o gráfico mostre apenas as melhorias gerais da economia na década de 1930 enquanto um crescimento compartilhado pelo mundo industrializado? Para a minha...

Ilustração Amalyn Malix

A ditadura em Carl Schmitt

Daniela Mussi “O soberano é aquele que decide sobre o estado de exceção” (Schmitt, 1996, p. 87; 2006, p. 9). Com esta definição Carl Schmitt abre seu Teologia Política, de 1922, e é por meio dela que a maioria dos intérpretes sintetizam o conjunto de seus trabalhos do chamado “período de Weimar” (1918-1933). Esta elaboração de fato está no centro dos ataques do jurista alemão ao liberalismo e ao pluralismo, bem como a princípios como da separação dos poderes, da...

Ilustração de Ricardo Flóqui

Sobre o fascismo e o fascismo no Brasil de hoje

Demian Melo “Por seu alto teor explosivo, a palavra “fascista” tem sido freqüentemente usada como arma na luta política. É compreensível que isso ocorra. Para efeito de agitação, é normal que a esquerda se sirva dela como epíteto injurioso contra a direita. No entanto, esse uso exclusivamente agitacional pode impedir a esquerda, em determinadas circunstâncias, de utilizar o conceito com o necessário rigor científico e de extrair do seu emprego, então, todas as vantagens...