Ilustração de Marlon Anjos

O tecido de Chapecó

Carlos Eduardo Rebuá “Para mim, a literatura é uma forma de brincar. Mas sempre acrescentei que existem duas maneiras de brincar: o futebol, por exemplo, é basicamente um jogo, e jogos são algo muito sério e profundo. Quando as crianças brincam, em­bora estejam se divertindo, levam a brincadeira muito a sério. É importan­te. (…) A literatura é assim – um jogo, mas um jogo no qual a gente pode colocar a própria vida. Pode-se fazer tudo por esse jogo”. [Julio...