Ilustração de Antonio Máximo

A esquerda e a governabilidade: reflexões sobre a armadilha pemedebista

Joana Salém Vasconcelos “Isso não é democracia. É pacificação permanente.” (Paulo Arantes) Com este ensaio pretendemos discutir algumas implicações do golpe de 2016 para a esquerda brasileira, sobretudo no que diz respeito ao sistema partidário e aos limites da governabilidade no atual regime político. Vivemos um momento de ruptura autoritária. A bandeira da “legalidade democrática” foi erguida pelas esquerdas em defesa de parâmetros mínimos de democracia, como o respeito...

Colagem de D. Muste

O ponto a que chegamos: sobre a luta de classes na conjuntura do golpe de 2016

Marcelo Badaró Mattos A dinâmica dos tempos históricos não se orienta por caminhos muito lineares, nem se apreende por simples justaposições de análises sobre a longa duração das mudanças lentas e o ritmo mais acelerado dos acontecimentos conjunturais. O exercício de interpretação dos momentos de crise nos desafia a pensar sobre como as diferentes dimensões temporais dos fenômenos históricos se combinam em determinadas situações. Essa é sempre uma exigência para as análises...

Ilustração de Marlon Anjos

Ornitorrincos com PhD

Alvaro Bianchi Parcela significativa dos intelectuais brasileiros, poderia dizer até a maior e mais importante, parece ter desenvolvido um duplo papel. Nas revistas acadêmicas comportam-se de modo ponderado e comedido, como cabe aos cientistas. Formulam problemas de pesquisa, apresentam hipóteses, reúnem evidências e submetem suas ideias a rigorosos testes científicos de acordo com as metodologias mais modernas. Mas nas colunas dos jornalões e nas redes sociais esses mesmos acadêmicos...