Fotografia de André Rodrigues

O ciclo econômico, o aniversário do golpe e o futuro da esquerda

Eric Gil Há um ano Michel Temer assumia a Presidência, concretizando o golpe dado no governo de Dilma Rousseff. Um dos discursos que Temer e sua trupe sustentavam para justificar a retirada de Dilma era que a economia só voltaria a crescer se este governo fosse derrubado. Mas todos nós sabemos o final desta história. Como os economistas marxistas sempre gostam de lembrar, a economia capitalista se movimenta através de ciclos econômicos, ora em baixa, ora em alta. Este ciclo econômico...

Ilustração de Marlon Anjos

Greve geral!

Marcelo Badaró Mattos Hoje pela manhã, através das redes sociais, pude constatar que ainda fazem eco as palavras de Georges Sorel quando se referia à greve geral como o “mito”, ou a ideia forte, capaz de mobilizar os sentimentos e a disposição de luta dos proletários mais conscientes e dos socialistas revolucionários (que ele opunha aos “socialistas parlamentares”). Conforme dizia Sorel em suas Reflexões sobre a violência, publicadas em 1908: “A greve geral é (…) o mito...

Ilustração de D. Muste

Para uma crítica do Projeto de Lei 193/2016, que inclui na LDB o Programa “Escola Sem Partido”

Rafael Barros Vieira Com a retomada da tramitação do Projeto de Lei que cria o Programa Escola Sem Partido é fundamental recuperar o fôlego crítico em relação ao projeto, no qual já se debruçaram diferentes contribuições durante o ano passado. No quadro de retrocessos em diferentes esferas (que articulam a já aprovada PEC 55 e as Reformas da Previdência, Trabalhista e do Ensino Médio), que se manifestam com especificidades nos diferentes estados, o Programa Escola Sem Partido tem...

Colagem de Singh Bean

Ruy Braga: a reforma da previdência de Temer é totalmente irreal

Ruy Braga* *em entrevista para a revista Carta Capital Nesta terça-feira 6, o governo de Michel Temer encaminhou para a Câmara dos Deputados a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 248, a PEC da reforma da Previdência, que altera as regras atuais da aposentadoria. As medidas são consideradas duras pelo próprio Planalto, que fez isso ciente de que o texto deve sofrer modificações no Congresso. Ainda assim, a PEC 248 contém propostas irreais e outras que podem aprofundar a...

Ilustração de Jaime Prades

Capitalismo sem máscaras: sobre a PEC 241 (55)

Flávio Miranda Não é sem razão que a PEC 241 (agora PEC 55 no Senado Federal) ocupa o centro das discussões mais acaloradas sobre política econômica no país desde algumas semanas. [1] Como corretamente apontam uma série de analistas contrários à medida, trata-se de um sufocamento das possibilidades de políticas sociais no Brasil, deprimindo profundamente os gastos com as já deficientes saúde e educação públicas[2]. Mais do que isso, uma vez que se propõe o congelamento dos...

Bordado de Pedro João Cury

Contrarreforma da previdência: essencial para quem?

 Sara Granemann Ao caminhar no longo corredor de acesso ao embarque/desembarque no Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek o passageiro (deputado, senador ou docente) necessariamente, é “recepcionado” por um enorme painel luminoso da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que informa: “Indústria – Essencial para o país. Reformar a Previdência Social – Essencial para a Indústria”[1]. Das ameaças anunciadas, a contrarreforma da previdência já indicada pelo...