Ilustração de Adria Meira

Mais Marx!

Ruy Braga Por dever de ofício, acumulei mais de uma década de experiência lecionando o Livro I de O capital para os estudantes do curso de graduação em Ciências Sociais da Universidade de São Paulo. Ao longo dos anos, a dinâmica em sala de aula repetia-se: por um lado, o desafio de simplificar os conceitos e processos históricos contidos no texto foi se tornando menos atraente, afinal as dúvidas dos estudantes eram mais ou menos as mesmas e as respostas em sala foram se tornando...

Fotografia de Amalyn Malix

Antonio Gramsci e os cesarismos

Felipe Demier  “Observações sobre alguns aspectos da estrutura dos partidos políticos nos períodos de crise orgânica […] Em um certo ponto de sua vida histórica, os grupos sociais se separam de seus partidos tradicionais, isto é, os partidos tradicionais naquela dada forma organizativa, com aqueles determinados homens que os constituem, representam e dirigem, não são mais reconhecidos como sua expressão por sua classe ou fração de classe. Quando se verificam estas crises, a...

Ilustração de Adria Meira

O refazer-se da classe trabalhadora global

Beverly Silver (Tradução: Fernando Pureza) A abordagem dominante nas ciências sociais desde os anos 1980 foi a de presumir que o trabalho e as mobilizações classistas eram uma relíquia do passado. A “globalização”, como foi amplamente afirmado, teria trazido uma intensa competição entre os trabalhadores em escala mundial e isso teria resultado numa incessante espiral descendente do poder de negociação e do bem-estar dos trabalhadores. Afirmava-se que a reestruturação...

Ilustração de Nico Malta

Marx e o clássico bonapartismo francês (1848-1871)

  Felipe Demier Publicado em 1852, O 18 brumário de Luís Bonaparte compõe, conjuntamente com As lutas de classe na França (1850)[1] e A guerra civil na França (1871),[2] o que se costuma chamar de a trilogia política de Marx sobre a França. Nesses três magníficos trabalhos, que recobrem o período histórico francês de 1848 (ano que marca a Revolução de fevereiro que pôs fim à monarquia constitucional de Luís Felipe – a Monarquia de Julho) a 1871 (ano da Comuna de Paris...