Ilustração Lyn Nascimento

A Garantia da Lei e da Ordem e a criminalização das lutas contra as reformas

Rafael Barros Vieira 1- Michel Temer decretou na última quarta-feira (24/05), ao lado do Ministro da Defesa e do Ministro do Gabinete de Segurança Institucional, o emprego das Forças Armadas com o objetivo de criminalizar os movimentos sociais, sindicatos e ativistas independentes que ocupam Brasília essa semana exigindo a saída de Temer e o fim das propostas de Reforma da Previdência e Trabalhista. Esse recurso é parte específica das tentativas de dar roupagem jurídica aos diversos...

Fotografia de Luana Kava

Diretas Já! Ontem e hoje

Samuel Fernando da Silva Junior A divulgação da gravação feita por Joesley Batista (um dos donos da JBS) para a Procuradoria-Geral da República (PGR), envolvendo diretamente o ilegítimo presidente da República, Michel Temer, em práticas claramente ilícitas e corruptas, suscitou novamente – a última vez foi quando do golpe na ex-presidente Dilma Rousseff – as reivindicações por Diretas Já em grande parte do espectro político da esquerda e de pequenas frações à...

Ilustração de Isabel Fuchs

David Rockefeller e o Brasil

Rejane Carolina Hoeveler Neto do magnata do petróleo John D. Rockefeller, que ainda é considerado o americano mais rico de todos os tempos, David Rockefeller teve uma relação empresarial e política íntima com a América Latina. Sua morte aos 101 anos em sua mansão em Pocantico Hills, NY, foi noticiada no dia 20 de março por toda a imprensa internacional, que em sua maior parte o descreveu como um “filântropo” ou como apenas um “banqueiro”. No Brasil, a notícia passou...

Ilustração de Antonio Máximo

A esquerda e a governabilidade: reflexões sobre a armadilha pemedebista

Joana Salém Vasconcelos “Isso não é democracia. É pacificação permanente.” (Paulo Arantes) Com este ensaio pretendemos discutir algumas implicações do golpe de 2016 para a esquerda brasileira, sobretudo no que diz respeito ao sistema partidário e aos limites da governabilidade no atual regime político. Vivemos um momento de ruptura autoritária. A bandeira da “legalidade democrática” foi erguida pelas esquerdas em defesa de parâmetros mínimos de democracia, como o respeito...

Colagem de D. Muste

O ponto a que chegamos: sobre a luta de classes na conjuntura do golpe de 2016

Marcelo Badaró Mattos A dinâmica dos tempos históricos não se orienta por caminhos muito lineares, nem se apreende por simples justaposições de análises sobre a longa duração das mudanças lentas e o ritmo mais acelerado dos acontecimentos conjunturais. O exercício de interpretação dos momentos de crise nos desafia a pensar sobre como as diferentes dimensões temporais dos fenômenos históricos se combinam em determinadas situações. Essa é sempre uma exigência para as análises...

Fotografia de Adria Meira

Derrotar a ordem e o progresso

Wibsson Lopes Estamos no calor de eventos de grandes proporções da política brasileira. Um Impeachment conduzido por forças reacionárias apeou a presidenta Dilma Rousseff do poder e colocou em seu lugar Michel Temer, do PMDB. As consequências imediatas ainda se fazem sentir e as futuras são incertas. O que já podemos entender é que vivemos o novo capítulo de uma batalha política que ganhou novos contornos após as mobilizações de Junho de 2013. A ruptura de Junho A explosão de...